29 janeiro 2007

[Tecnologia] Especialistas temem pelo futuro da Internet

Um quarto dos computadores com acesso à Web atua como botnets, devido a trojans que dão o controle das máquinas a piratas. As estimativas foram apresentadas no Fórum Mundial Econômico, em Davos, Suiça. As tecnologias da informação foram um dos temas de debate da conferência.

Especialistas do setor tecnológico como Vint Cerf, John Markoff e Michael Dell, entre outros, estavam presentes.

"150 milhões, dentre os 600 milhões de computadores que dispõem de acesso à Internet, estão certamente infectados por trojans que criam vulnerabilidades nos sistemas de segurança e permitem a tomada de controle dos computadores por piratas". Os computadores infectados são utilizados para o reenvio de spam e ficam vulneráveis à interceptação de dados pessoais (leia-se: bancários) dos legítimos proprietários, que geralmente vêm perceber a intrusão apenas quando esta se reflete em suas contas bancárias.

Durante a conferência, peritos alertaram para a necessidade de mudanças visando a viabilidade futura da Internet. Anonimato e sistemas operacionais pouco seguros foram lembrados com vulnerabilidades para a segurança na rede.