20 janeiro 2012

Câmeras Retrô

As marca alemã Leica não abre mão do design retrô de suas câmeras.

Objetos com estética retrô fascinam a todos desde sempre. A procura é grande e o mercado não hesita em preencher possíveis lacunas para agradar seu clientes.

No mercado fotográfico não é diferente. A fotografia por si só já é um assunto que estimula a nostalgia, afinal uma das funções desta arte é registrar memórias. Sabendo disso, as gigantes do mercado, volta e meia, investem na produção de câmeras com design retrô.

São belezinhas digitais inspiradas no visual de suas parentes mais antigas e mecânicas. Cabe aqui mencionar que as câmeras mecânicas ainda circulam por aí a todo vapor, muitas funcionando perfeitamente e fazendo a cabeça dos amantes da fotografia. Neste caso podemos chamar de vintage - como as peças de roupa - as câmeras que resistiram ao passar dos anos em sua integridade física e funcional.

Engana-se quem acredita que as câmeras com estética retrô possuem qualidade inferior às profissionais ou às semiprofissionais. Pode ficar parecendo apenas um apelo do mercado para vender mais câmeras, mas as gigantes da fotografia investiram bastante na tecnologia empregada nessas "meninas", produzindo excelentes câmeras. O legal de tudo isso é que elas são menores e mais leves, o que facilita o manuseio. Conheço muitos fotógrafos que carregam suas pequenas retrô para todos os lados.

Separei alguns exemplos:


Talvez o lançamento mais recente tenha sido a Fuji X100, apresentada no Brasil em agosto passado, durante a Photoimage 2011. Esta compacta possui resolução de 12 Megapixels e lentes Fujinon. As especificações completas você acessa no link: http://www.finepix-x100.com/en/x100/technical-specification


Em 2011 também pintou no mercado brasileiro a  Lumix DMC-GX1 da Panasonic. A marca chegou a afirmar que esta era a sua câmara mais ‘retrô’. Com sistema de objetivas intercambiáveis e sensor de 16 Megapixels o modelo pode gravar vídeo Full HD com som stereo e em formato AVCHD. Mais especificações: http://panasonic.net/avc/lumix/pressrelease/gx1/index.html


Uma das maiores empresas de fotografia do mundo - a Nikon - também tem a sua compacta retrô. Há quem diga que a V1 pareça uma câmera de brinquedo, mas essa pequenina, que pesa aproximadamente 300g, é simplesmente a menor e mais leve câmera do mundo entre as digitais de objetivas intercambiáveis. Tem também o tempo de disparo mais curto do mundo (verificado por testes) e lentes com a qualidade Nikkor. A Nikon não iria fazer feio em um páreo desses, não é? Informações: http://www.nikon.com.br/Nikon-Products/Product/Nikon1/27504/Nikon-1-V1.html


A EP- 1 Pen da Olympus mesclou o melhor do design de suas câmeras mais antigas, a Olympus Pen e a Trip 35. A marca afirma que o modelo é a versão digital da Pen, mas eu vejo nela um pouquinho do visual da Trip também. O resultado não poderia ser melhor: uma compacta singela e cheia de charme. Lançada em 2009 não é das mais potentes, mas cumpre o que propõe: sensor legal, lentes intercambiáveis, filmagem em HD e estabilizador. Especificações: http://www.olympusamericalatina.com/productos/product.asp?product=1461&region=1


Adoro as câmeras Pentax. Tenho uma MZ-50 e não me desfaço dela por nada. E foi só a Nikon dizer que tinha a menor compacta do mundo que a marca japonesa aparece com sua Pentax Q. O modelo compacto tem corpo metálico e sensor de 12.4 MP. Tem 200g e 9cm de largura contra os 300g e 11cm da Nikon V1. Ganhou da Nikon neste quesito! Mais informações: http://www.pentax.jp/english/products/q/view.html


A sul-coreana Samsung também entrou na onda retrô e lançou o modelo NX100. Compacta e com lentes intercâmbiáveis, esta câmera possui sensor que captura imagens em resolução de 14.1 MP. Um grande atrativo é que esse modelo também captura imagens em RAW. Informações: http://www.samsung.com/br/consumer/cameras-camcorder/nx-system/nx-cameras/EV-NX100ZBABBR/index.idx?pagetype=prd_detail&subsubtype=nx-style


A Canon, apesar de não chamar muita atenção para a questão, também tem câmeras com estética retrô. Na minha opinião, os modelos da série G possuem linhas quadradas e visual pesado que me lembram muito as câmeras Zenit (amo), Minolta e Yashica. Mais informações sobre a série: http://www.canon.com.br/ProdutosCIG.aspx?s=3&cat=2&pro=127