27 julho 2015

O Pibid, a produção de conhecimento e as tecnologias

Texto e imagens: +Karla Vidal 

A educação no Brasil passa por um período de incertezas e de possível desaceleração dos investimentos. Mesmo nesse cenário há projetos importantes que continuam sendo tocados através do trabalho colaborativo entre professores, técnicos e alunos. Bons exemplos são as séries de publicações do PIBID Letras da Universidade Federal de Pernambuco.

O Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) é uma iniciativa do Governo Federal voltada para o aperfeiçoamento e a valorização da formação de professores para a educação básica. Para atingir esse fim, o Programa trabalha com os alunos das licenciaturas, ligados a projetos de iniciação à docência, de diferentes disciplinas e áreas de conhecimento.

Na Universidade Federal de Pernambuco há ações do PIBID sendo desenvolvidas desde 2009 nos três campi: Recife, Caruaru e Vitória. As ações estão subdivididas em projetos nas áreas de Artes visuais, Biologia, Ciências Sociais, Dança, Educação Física, Filosofia, Física, Francês, Geografia, História, Matemática, Música, Pedagogia, Português, Química e uma linha específica de subprojetos interdisciplinares.

O Programa oferece aos alunos das licenciaturas a oportunidade de ter uma experiência real de ensino nas escolas públicas da região. Essa vivência promove a superação de estereótipos construídos sobre a educação pública e aos poucos contribui com o aumento do interesse dos alunos pela docência, o que fortalece as licenciaturas brasileiras que sofrem a cada dia com a evasão e a baixa procura.

No caso específico do PIBID Letras da UFPE as ações foram além. Sob a coordenação da professora Angela Paiva Dionisio os alunos organizaram as metodologias aplicadas na sala de aula das escolas atendidas pelo projeto — Escola Diario de Pernambuco e Escola Senador Novaes Filho — em forma de livros e guias que pudessem ser compartilhados e utilizados por outros professores interessados na melhoria de suas práticas de ensino e aprendizagem.

São três séries de livros digitais: Série Verbetes Enciclopédicos: diversidade de linguagens no ensino médio, Série Cadernos de Sugestões Didáticas e Série Experimentando Teorias em Linguagens Diversas. Também foram produzidos um glossário online e um espaço intitulado Cine Letras que encontraram na tecnologia o melhor auxílio para o desenvolvimento das atividades com os alunos da rede pública e para ocompartilhamento, que serve de inspiração a outros professores. Todas as produções foram desenvolvidas pelos licenciandos, em parceria com os supervisores das escolas públicas, e organizadas pelos professores do Departamento de Letras da UFPE, responsáveis pelo projeto.

Os livros gratuitos estão disponíveis no site do PIBID Letras UFPE e os interessados podem acessá-los online ou realizar o download para seus dispositivos. As publicações são repletas de ilustrações e sugestões de conteúdos adicionais como vídeos, fotografias, tirinhas e outros elementos que deixam a leitura mais atraente e dinâmica.

Em todas as séries a abordagem principal está centrada nos Gêneros Textuais na perspectiva da Multimodalidade, que é o foco de atuação do projeto. “Gráficos, tabelas, desenhos anatômicos, infográficos, mapas e histórias em quadrinhos, veiculados na mídia impressa e digital, simbolizam alguns dos gêneros textuais que migraram para odomínio educacional, tanto para serem usados em situações de aprendizagem como em situações de avaliação”, reforça a coordenação do PIBID Letras da UFPE.


Ouça notícia na Rádio MEC:


A primeira produção, a Série Verbetes Enciclopédicos - Diversidade de Linguagens no Ensino Médio, serviu como inspiração para as demais. O desenvolvimento da série nasceu de uma das situações vivenciadas nas salas de aulas das escolas públicas. "Durante a realização de um teste envolvendo a compreensão de enunciados com gêneros multissistêmicos, uma aluna não respondeu a uma questão, pois, segundo ela, não sabia o que era charge, termo que iniciava o enunciado da questão. Esse foi um dos aspectos motivadores da nossa decisão em verbetar a Série Verbetes Enciclopédicos", afirma Angela Paiva Dionisio, coordenadora do PIBID Letras UFPE.

Para a professora Maria Auxiliadora Bezerra, da Universidade Federal de Campina Grande, a Série Verbetes Enciclopédicos é um importante material de estudo em diferentes níveis e áreas do conhecimento. “Essa série não pode ser objeto de estudo apenas para o professor em serviço, ela também deve ser estudada em cursos de formação inicial ou continuada de professores. Se a habilidade de leitura dos mais variados tipos de textos e nas mais variadas linguagens é uma necessidade para alunos, saber como desenvolvê-la e trabalhá-la na escola também o é para os futuros professores”, conclui.

Os Cadernos de Sugestões Didáticas trazem sugestões sobre como os professores podem aplicar em sala de aula as informações previamente estudadas durante a leitura da Série Verbetes Enciclopédicos. São sugestões que proporcionam aos docentes desenvolver a criatividade a partir de vídeos, jogos e outros recursos. “Os Cadernos consistem em uma coletânea de atividades produzidas a partir da Série Verbetes Enciclopédicos, elaborados basicamente pelos graduandos, pelos supervisores e por mim, coordenadora do PIBID Letras/Português da UFPE”, conclui Angela Paiva.

A experiência das ações do PIBID Letras UFPE é tão rica que ainda gerou um terceiro grupo de publicações intitulada Série Experimentando Teorias em Linguagens Diversas, em que os professores envolvidos na coordenação das ações puderam desenvolver pesquisas específicas descrevendo metodologias, registrando e apontando os resultados alcançados a partir das situações vivenciadas na sala de aula das escolas públicas.

No total já foram publicados 10 livros digitais que podem ser acessados gratuitamente no endereço: http://www.pibidletras.com.br/