31 janeiro 2016

Fantasia de Carnaval de última hora

Imagens e modelo: +Karla Vidal com controle remoto de câmera.

Eu bem sei que você tá aí do outro lado da tela gastando todos os seu neurônios pensando em como se fantasiar para o Carnaval. E se você é como eu, tenho certeza que não tá sobrando nem tempo e nem dinheiro para fazer algo mais elaborado. Não criemos pânico! Tudo tem salvação. Já dizia o grande sábio que a necessidade é a mãe da inovação e o desespero é o pai da criatividade.

Já demos muitas dicas de fantasia aqui no Blog da Pipa. Se não viu clica nas máscaras das redes sociais e nos adereços de papel que vale a pena. Depois de ver um monte de fantasia descolada rolando nas redes (acessem essa aqui pra dar um monte de risadas) bateu vontade de criar algo bacana. Mas, o tempo tá curto e a grana também. O desafio então seria criar algo com o que a gente já tinha à mão. Foi assim que a brincadeira começou!


Uma peça, três ideias!

 


O segredo pra coisa toda funcionar é fazer um brainstorming. De primeira pensei em uma t-shirt listrada que é o que eu mais tenho no armário. Creio que todo mundo tem uma peça listrada também. Essa peça tem poderes mágicos e pode compor várias fantasias quando associada a outros acessórios muito simples. É só ir listando o que já se tem em casa e pode ser usado como acessório. Você vai se espantar com o número de possíbilidades. Não tá acreditando? Então vamos provar com imagens!

Fantasia de Francesa

 



Vamos começar pela composição mais complexa. Uma camiseta listrada, uma boina e um par de óculos são suficientes para deixar você com ares de quem acabou de chegar de Paris. Quem não tem boina vai de touca de redinha daquelas usadas nas cozinhas dos restaurante, funciona da mesma forma e era o que tinha. Para os óculos pode ser qualquer tipo de armação. Usei uma de óculos de filme 3D que veio pra casa com a gente. Quem nunca, né? Uma make com batom vermelho e o look tá completo.


Malandragem carioca




Camiseta listrada, um chapéu estilo Panamá e um blazer branco. Esse chapéu da foto foi comprado em Olinda mesmo para proteger do sol escaldante em um domingo de Carnaval. Bem, faltou o blazer por aqui, mas isso não comprometeu a fantasia. Até porque um blazer nas ladeiras de Olinda não seria uma ideia assim tão inteligente.

Ladra




Uma touca de lã (ou de qualquer outro material) e uma máscara preta. Essa eu fiz com uma manga de camiseta velha. Tão simples que irrita! Para deixar a fantasia mais completa é só arranjar uma ecobag cheia de dinheiros, ooooops, papel amassado! Quem tiver mais tempo que eu pode até desenhar um '$' com tinta ou caneta mesmo.

Viu como um planejamento simples pode resolver seu problema. Isso vale pra tudo nessa vida! Ahhh, esse post foi inspirado nesse aqui, escrito pela +Julia Salgueiro do +modamodamoda. Só que o nosso é uma versão mais modesta ;)